As gravuras do Japão que Van Gogh tanto amava

SHIZUOKA – Até o dia 28 de julho de 2019, o Shizuoka City Museum of Art, popularmente chamado de Shizubi (museu de belas artes) estará exibindo 200 gravuras ukiyo-e da Coleção Mary Ainsworth.

Mary Ainsworth foi uma colecionadora de gravuras do Japão. Ao falecer em 1950, doou por testamento sua coleção de 1.500 xilogravuras para a faculdade de artes onde estudou, o Oberlin College, no estado de Ohio (EUA).

O termo ukiyo-e para as xilogravuras pode ser traduzido como “pinturas do mundo flutuante”. Pela primeira vez essa coleção da Mary Ainsworth faz o caminho de volta e são exibidas no Japão.

Grandes nomes do século 19 estão presentes na mostra: Harunobu, Utamaro, Sharaku, Hokusai, Hiroshige, entre outros!

Duas gravuras famosas são de Hokusai, “O Fuji Vermelho” e “Trovoada abaixo do Cume”, ambas da série 36 Vistas do Monte Fuji, publicada em 1831.

A exibição ganha mais destaque ainda devido a duas gravuras originais de Utagawa Hiroshige, que inspiraram Vincent Van Gogh e despertaram nele uma grande paixão pelas artes do Japão.

“Chuva na Ponte Ohashi” e “Jardim de Ameixas em Kameido”, da série “100 Vistas de Edo”, impressionaram tanto Van Gogh, que o pintor holandês pintou cópias em tinta a óleo.

Essa admiração pelas artes do Japão, em especial por Hiroshige e Hokusai, fica claro nos trechos de várias cartas que ele escreveu ao irmão Theo:

Querido Theo!

… tenho uma quantia enorme de desenhos para fazer, porque gostaria de fazer desenhos no estilo das gravuras japonesas …

… todo meu trabalho é baseado em alguma forma na arte japonesa …

Mas Hiroshige também é cultuado no Japão. Sua série “53 Estações da Tokaido” publicada a partir de 1832, ganhou fama mundial. A série tem início no marco zero do Japão, a ponte Nihonbashi em Tokyo e encerra em Kyoto, na ponte Sanjo Ohashi.

Em 2017, a exibição Super Ukiyo-e reproduziu em 3D a ponte Nihonbashi dando animação à gravura do Hiroshige.

Tokaido é a primeira estrada que interligou Kyoto a Tokyo e foi

construída a mando do shogun Tokugawa Iyeasu. Muitas pessoas passam por essa estrada nos tempos atuais, porém não se dão conta de que seja a Tokaido.

Uma outra gravura da série “53 Estações da Tokaido”, presente nesta mostra é “Noite de neve em Kanbara”.

Kanbara era um antigo vilarejo a 30 km da cidade de Shizuoka,  atualmente incorporada ao distrito de Shimizu.

Nossa reportagem se completa com uma visita ao Monumento a Kanbara, com réplicas da gravura do Hiroshige no marco original onde o gravurista se inspirou para desenhar sua obra.

COLEÇÃO MARY AINSWORTH DE UKIYO-E

Até 28 de julho de 2019, no Shizuoka City Museum of Art

(fica em frente à Estação JR Shizuoka)

http://shizubi.jp/exhibition/future_190608.php

A partir de 10 de agosto até 29 de setembro de 2019,

a exibição estará no Osaka City Museum of Fine Arts

https://www.osaka-art-museum.jp/sp_evt/mary-ainsworth

Osny Arashiro / Tomodati Solidário